Bem Vindos!

Bem Vindos!
UFOLÓGICO / ASTRONÔMICO/ CIENTÍFICO

sexta-feira, 31 de julho de 2015

Avistamento e abdução de família em Dakota do Norte,1975



Sandy Larson, sua filha, Jackie, de 15 anos e o namorado dela, Terry O'Leary, acordaram cedo naquela manhã, de 26 de agosto de 1975. A Sra Larson, que viveu em Fargo, Dakota do Norte, estava planejando comprar uma quantidade de imóveis em Bismarck, a 200 milhas de distância. A 45 milhas a oeste de Fargo na Interestadual 94, eles encontraram, um desconhecido e inimaginável inesperado.
Primeiro eles viram um clarão e ouviram um estrondo. Em seguida, no céu do sul, rumo ao leste, viram oito a dez objetos brilhantes com "fumaça" em torno deles. Um era notavelmente maior que os outros, e as testemunhas tiveram a impressão de que de alguma forma os outros objetos tinham vindo de fora. Os UFOs desceram até que estivessem acima de um bosque de árvores a 20 jardas de distância. Em seguida, a metade deles atirou longe. As três testemunhas de repente sentiram uma sensação estranha, como se tivessem sido congelados ou "presos" por um segundo ou dois. Em seguida, os UFOs partiram. Ainda mais estranhamente, Jackie, que estava sentado no meio do banco da frente entre Larry e sua mãe, agora estava no meio do banco de trás com nenhuma idéia de como ela tinha chegado lá. Além disso, o tempo que passou foi de uma hora mais tarde.
no seguinte mês de dezembro, Sandy e Jackie foram submetidos separadamente a hipnose sob a direção da Universidade de Wyoming pelo psicólogo R. Leo Sprinkle. (Embora Terry confirmou o avistamento e os sentimentos peculiares associadas a ele, ele recusou a oferta para continuar a explorar o incidente.) Jackie lembrou estando fora do carro em um estado de paralisia. Sua mãe disse que foi lançada para o UFO com Terry. Um ser de seis pés de altura com os olhos robóticos brilhando colocou-a sobre uma mesa, esfregou um líquido claro sobre ela, e inseriu um instrumento em seu nariz, em seguida, executado outros procedimentos médicos. Tonturas e náuseas, ela sentia como se a cabeça fosse explodir. Depois de um período de tempo que ela e Terry (a quem ela não se lembrar de ter visto no interior do UFO) foram devolvidos ao seu carro, e toda a memória consciente do incidente desapareceu imediatamente.

O UFO de Lake Elmo

Imagem ilustrativa
No final da noite de 13 de Abril de 1897, à medida que foram passando por Lake Elmo, Minnesota, em seu caminho para Hudson, Wisconsin, Frederick Chamberlain e OL Jones viram uma figura sombria em uma clareira dois quarteirões de distância. A figura carregava uma lanterna e parecia estar procurando algo. Pensando que poderia haver alguma emergência, Chamberlain e Jones virou-se para a clareira, mas a figura e lanterna desapareceu nas árvores. Momentos depois, eles ouviram o crepitar dos ramos e galhos, seguido por um "estrondo... Como o vento soprando em torno dos beirais de uma casa", disse Chamberlain o St. Paul Pioneer Press (15 de Abril). "Um segundo depois e distinguimos uma longa, alta objecto de uma cor branco cinza."
Embora os dois homens não podiam ter uma visão clara do mesmo na escuridão, o objeto, que tinha duas fileiras de luzes vermelhas, verdes e brancas em cada lado, parecia que "a maior parte do topo de um 'pradaria escuna,'" Chamberlain disse. Ele levantou-se em um ângulo agudo, e depois seguiu para o sul um pouco acima das copas das árvores.
Na clareira, as duas testemunhas encontrado, impressionado no chão molhado, 14 impressões de dois pés de comprimento, seis polegadas de largura, e dispostos em um padrão retangular de sete em um lado. Aparentemente, estes foram os vestígios deixados pelo ofício.
Na mesma época Adam Thielen, um agricultor na área de Lake Elmo, ouviu um zumbido acima dele. Quando ele olhou para cima, viu um objeto escuro com luzes vermelhas e verdes pairando acima.

quinta-feira, 30 de julho de 2015

Muito antes de Roswell: O Incidente de 1884, em Nebraska

Em 6 de junho de 1884, um bando de cowboys estava levando gado em áreas remotas de Dundy County, Nebraska, quando um objeto em chamas riscou do céu e caiu alguma distância deles, deixando (de acordo com um relato do jornal contemporâneo) "fragmentos de algo parecido com rodas e outras peças de máquinas... brilhando com calor tão intenso que queimava a grama por uma longa distância em torno de cada fragmento. " A luz era tão intensa que cegou uma das testemunhas.
Este evento incrível foi registrado dois dias depois, no Estado Daily Journal de Lincoln, que imprimiu um despacho de Benkelman, Nebraska, por um correspondente anônimo. O correspondente escreveu que os cidadãos locais proeminentes tinham ido ao local, onde o metal já tinha esfriado. Ele relatou: "O aerolite, ou seja o que for, parece ser cerca de 50 ou 60 pés de comprimento, cilíndrico, e cerca de 10 ou 12 pés de diâmetro." Um editor de jornal Estado observou que esta deve ter sido um "navio do ar pertencente originalmente para algum outro planeta."
Mas em 10 de junho uma expedição anticlímax veio de Benkelman. Em uma tempestade os restos tinham "derretido, dissolvido pela água como uma colher de sal." A mensagem óbvia: Tomemos a história com um grão de cloreto de sódio. O Estado-Journal, envergonhado, deixou-a cair no esquecimento;
Na década de 1960 uma cópia do primeiro artigo do jornal ressurgiu, e jornalistas, historiadores e ufólogos correram para Dundy County. Residentes ao longo da vida da área assegurou-lhes tal coisa nunca tinha acontecido. Mais tarde, mesmo depois de o avisador expedição de seguimento foi descoberto, um autor sem humor teorizou que a "tempestade foi criada artificialmente para que um UFO escondido dentro das nuvens poderia recuperar os destroços do UFO deixado de funcionar. "

Explicando UFOS

A maioria dos relatos de OVNIs possam vir a ter explicações convencionais. Normalmente, avistamentos de OVNIS (objeto voadores não identificados), são avistamentos de estrelas , planetas, meteoros, balões, aviões publicitários, ilusões óticas, e hoaxes. Os céticos argumentam que o restante dos relatórios provavelmente poderia ser explicada se informações adicionais estavam disponíveis. Este argumento parece lógico, mas é de fato comprovadamente falso.
Entre 1952 e 1955, o Battelle Memorial Institute em Columbus, Ohio, um órgão que classificava o trabalho analítico para o governo dos Estados Unidos, estudou uma coleção de relatos de OVNIs do Projeto Livro Azul .
O Instituto estabeleceu que os avistamentos inexplicáveis eram fundamentalmente diferentes de ambos os avistamentos explicadas e os avistamentos com informações insuficientes para avaliação. Além disso, os "desconhecidos" vieram dos observadores mais qualificados, os avistamentos foram de maior duração, e os objetos desconhecidos raramente tinham qualquer semelhança com suas contrapartes convencionais. 

O mistério dos "Foo Fighters"

Quando fenômenos aéreos enigmáticas seguiam o ritmo de aviões e navios em ambos os teatros europeus e Pacífico durante a Segunda Guerra Mundial, alguém os chamou de "Foo Fighters". O nome pegou.
Ninguém sabia ao certo o que o Foo Fighters eram, mas foi geralmente assumido que o outro lado - ou os Aliados ou as potências do Eixo - tinham desenvolvido uma arma secreta. Após a conclusão da guerra, logo ficou claro que esta era; não a explicação.
Com a chegada dos "discos voadores" no verão de 1947, memórias de foo fighters foram revividos. Como UFOs depois deles, foo fighters vieram em formas e descrições variados, desde amorfos luzes noturnas - que lhes deram o seu nome - para discos prateados.
Um avistamento típico de foos ocorreu em dezembro de 1942 sobre a França. Um piloto da Royal Air Force em um interceptor Hurricane viu duas luzes abaixo vindo em sua direção a 7.000 pés de altitude de cruzeiro. No começo, ele seguiu as luzes para abrir fogo. Mas quando eles o seguiram, imitando cada manobra evasiva que ele fez, o piloto percebeu que eles estavam sob controle inteligente de alguém. As luzes, que se mantinham a uma distância ainda uns com os outros o tempo todo, o perseguiram por algumas milhas.
Em agosto do mesmo ano, os fuzileiros navais nas Ilhas Salomão ficaram surpresos ao ver uma formação de 150 "Loucos" objetos prateados. Sua cor, uma testemunha disse, foi "como a prata altamente polida." Eles não tinham nem asas, nem caudas e mudavam de posição (como posteriores testemunhas UFO que muitas vezes comentam) com uma ligeira oscilação.
Censura oficial mantidos relatórios desses fenômenos fora dos jornais até dezembro de 1944. Durante todo a guerra, no entanto, objetos semelhantes foram avistados por ambos os observadores militares e civis nos Estados Unidos.

O que realmente são os OVNIS?

Você vislumbra uma luz no céu noturno - não é uma estrela , não é um avião , mas algo radicalmente diferente. Ela se move com velocidade desconcertante, pulsa com esplendor além de qualquer coisa que você testemunhou. Três letras imediatamente entrar na sua mente: UFO.
Tecnicamente um objeto voador não identificado pode ser qualquer coisa quando você começa a observar, mas o termo se tornou sinônimo de nave espacial extraterrestre. Avistamentos de supostos começaram a aparecer na década de 1950 e continuam até hoje em todo o mundo. Descrições exatas de nave espacial alienígena variam de acordo com cada dizer, mas testemunhas geralmente descrevem um objeto iluminado capaz de pairar silenciosamente ou ziguezaguear no meio do ar.
A tecnologia para uma embarcação de tal e a capacidade para um passageiro vivo para sobreviver suas forças-g estão bem além da tecnologia moderna da humanidade [fonte: Kaku ]. Além disso, dada a distância enorme entre sistemas estelares habitáveis, tal ofício teria que viajar em velocidades impossíveis ou com paciência que supera a imaginação.
O que mais a ciência tem a dizer sobre o assunto? Não muito. Do ponto de vista científico, não há evidências suficientes para fazer um caso para visitação alienígena, segundo eles. A maioria dos avistamentos de OVNIs dependem de contas humanas infalíveis, metragem imperfeita e teoria da conspiração. Tudo isso tende a desintegrar-se sob o controle do método científico ,fazemos peneira para separar a realidade da fantasia.
Afinal de contas, a pesquisa científica depende de algo chamado de hipótese nula , o que significa que o ônus da prova cabe a ninguém fazer uma reivindicação positiva. Um cão comeu seu dever de casa? Grande, onde está a evidência testável? Você viu uma nave alienígena?
Excelente, vamos testar e validar a história.
Em outras palavras, cabe a chamada ufólogos para convencer o mundo científico que os OVNIs são naves alienígenas, não para os cientistas para provar que estão errados. Na mesma linha, o mundo científico não vai na defensiva toda vez que alguém vê um fantasma. Mesmo na presença de provas testáveis, reivindicações perfeitamente terrestres exige testes rigorosos e um elevado grau de certeza nos resultados [fonte: Shermer ].
Embora o mundo científico permanece cético, inúmeras pessoas continuam a testemunhar coisas inexplicáveis no céu, pontos turísticos que assombram ou inspirá-los até seus últimos dias. Em casos raros, multidões inteiras vislumbram tais fenômenos.
O que estamos a fazer de tais afirmações?

Mega OVNI / UFO é fotografado próximo do Sol! Confira!

Pelos últimos poucos meses, a atividade ao redor de nossa estrela aumentou significativamente, como evidenciado em avistamentos anteriores de objetos de tamanhos e formatos similares. Há sempre a possibilidade de que estas coisas sejam artefatos na imagem, mas o silêncio da NASA fala alto para provar errada esta hipótese. Além disso, suas estranhas formas geométricas sugerem suas origens artificiais.

Se estes objetos não identificados são o que os entusiastas de OVNIs pensam ser, eles devem ser o produto de uma civilização extremamente avançada, capaz não somente de construir naves de tamanho continental, mas também uma civilização que dominou o voo interestelar. Sua presença em nosso sistema solar é um testamento ao seu interesse na raça humana. Uma civilização alienígena (com intenções desconhecidas) em nossa porta da frente é, sem dúvida, uma notícia perturbadora.
Mas, como dissemos, isto poderia ser somente alguma outra coisa, que deixou todo mundo falando por nada.

quarta-feira, 29 de julho de 2015

General de Divisão Russa: “Os OVNIs são reais e sabemos como atraí-los!”

Vasily-Yeremenco
Os russos têm alegado que podem predizer quando os OVNIs irão aparecer, e que podem até mesmo atraí-los. Eles alegam que a atividade dos OVNIs aumenta quando testes de armamentos em grande escala ocorrem, e eles têm mensurado a atividade de OVNIs desta forma.
De acordo com Vasily Yeremenco, um General de Divisão da reserva e membro da Academia de Segurança de Defesa e Imposição da Lei:
“Podemos dizer que aprendemos a evocar os OVNIs em Vladimirovka. Para fazer isto, dramaticamente aumentamos o número de voos militares e movimentação de equipamentos. Se a intensidade do nosso lado aumentava, os OVNIs apareciam com a probabilidade de 100%.“
Os russo chegaram a três conclusões principais:
A ciência moderna ainda não é capaz de identificar o fenômeno
Os OVNIs poderiam ser drones de vigilância dos Estados Unidos ou Japão
Os OVNIs poderiam ser atividade extraterrestre
De acordo com Svobodnaya Pressa, um site de notícias, a Marinha Russa possui agora registros liberados de encontros com objetos não identificados, que superam tecnologicamente tudo já construído pela humanidade.
Um grupo especial da Marinha, liderado pelo Vice Comandante Almirante Nikolay Smirnov, coletou informações de relatos de objetos não identificados, submetidos por submarinos e navios militares.
De acordo com Vladimir Azhazha, um pesquisador de OVNIs e oficial reformado da marinha:
“Cinquenta por cento dos encontros com OVNIs estão conectados aos oceanos. Cinquenta mais com lagos. Assim, os OVNIs tendem a ficar próximos da água.“
Segundo um relatório, um submarino nuclear numa missão de combate detectou seis objetos desconhecidos o seguindo. Após não conseguir despistar os objetos, o capitão ordenou que o submarino fosse à superfície. Os objetos seguiram, saíram da água e voaram para longe em alta velocidade.
Em 1982, um grupo de mergulhadores militares que estavam treinando no lago Baikal viram um grupo de seres humanoides vestidos em roupas prateadas. Apesar tentarem capturá-los, três dos mergulhadores morreram e quatro ficaram feridos.
Segundo Igor Barklayof, Capitão de Primeira Classe da Inteligência da Marinha:
“Os OVNIs nos oceanos muitas vezes aparecem se nossas esquadras da OTAN se concentram, próximos das Bahamas, Bermudas, Porto Rico. Eles são vistos, pela maior parte, nas partes mais profundas do Oceano Atlântico, na parte sul do Triângulo das Bermudas, e também no Mar do Caribe.”

segunda-feira, 27 de julho de 2015

Estranho e gigantesco "cubo" orbitando o Sol, detectado por NASA/ SOHO fotos, observação do UFO News.

Em 28 de junho de 2011 encontramos o que parecia ser um erro na foto, mas se parece mais com um cubo preto que está em órbita em torno do nosso sol. Claro, um erro fotográfico? Errado, NASA e SOHO tem o equipamento telescópico mais avançado disponível. Para um cubo estar na foto ou ele foi cortada pela NASA para esconder alguma coisa ou ... ele é um cubo voando em órbita ao redor do Sol? Louco, eu não acho. Quantas vezes você pode olhar diretamente para o sol ?... não porque ele irá danificar seus olhos. Por isso, passaria despercebido, no entanto cientistas de todo o mundo têm afirmado há UFOs orbitando o Sol muitas vezes maiores do que a Terra.

Data do avistamento: 28 de junho de 2011 
Local de observação: Sol.

Fonte: http://www.ufosightingsdaily.com/2011/06/giant-black-cube-orbiting-earth-sun.html






domingo, 26 de julho de 2015

CINTURÃO DE ÓRION E AS PIRÂMIDES

Alnitak, Alnilam, Mintaka

São as brilhantes estrelas azuis de este para Oeste (esquerda para a direita) ao longo da diagonal desta esplêndida vista cósmica.

Também conhecida como a Cintura de Orionte, estas três super gigantes azuis são mais quentes e muito mais massivas que o Sol.

Situando-se a cerca de 1,500 anos-luz de distância, são "filhas" das bem estudadas nuvens interestelares de Orionte.



De fato, as nuvens de gás e poeira navegando por esta região têm intrigantes e surpreendentementes formas familiares, incluindo a Nebulosa Cabeça do Cavalo e NGC 2024 perto de Alnitak.

A famosa Nebulosa de Orionte situa-se abaixo da imagem, por baixo deste campo estrelado que cobre uns impressionantes 4.4x3.5 graus do céu.

A imagem a cores foi composta a partir de chapas fotográficas digitais a preto e branco registadas através de filtros astronómicos vermelhos e azuis, com um canal verde sintetizado informaticamente. As chapas foi tiradas usando o Telescópio Samuel Oschin, um instrumento de pesquisa de campo-largo no Observatório Palomar, entre 1987 e 1991.

Crédito: Digitized Sky Survey, ESA/ESO/NASA FITS Liberator, Davide De Martin (Skyfactory)


Sabemos que todas as pirâmides são orientadas
segundo as posições de determinadas estrelas....”
Escreveu Däniken em Eram os Deuses Astronautas? – pg.82
 
O mapeamento atual destas intrigantes construções mostra que, em todo o planeta, uma verdadeira rede de pirâmides foi construída.

Mas a História oficial, em conjunto com a Arqueologia insistem em manter as mesmas e velhas teorias e datações... como é custoso abandonar velhas ideias....

Mas... pirâmides, frequentemente, foram construídas respeitando uma topografia que resultasse no alinhamento de pontos da edificação com estrelas e constelações muito bem determinadas.

A ligação entre pirâmides e astronomia não é um fruto do acaso; antes, essa ligação é um testemunho inconteste da sabedoria dos antigos no que diz respeito à "cartografia do céu visto da Terra".

Enigmas e mais mistérios rondam essas estruturas pra lá de concretas, que desafiam a imaginação da ciência, de arqueólogos e historiadores, e demais pensadores de nossa época, que desfiaram inúmeras suposições, teses e explicações que de modo algum explicam definitivamente a existência dessas estruturas tão complexas... 


Por que a terceira, e menor, das pirâmides  do planalto de Gisé – Egito está deslocada da diagonal que liga as duas pirâmidesmaiores?

O pesquisador Robert Bauval mostrou, em 1993, que das três estrelas que formam o cinturão de Órion, a última está deslocada exatamente como a terceira pirâmide...se você voltar para 10.550 anos aC...”


.

.


Incidentemente, Mark e Richard Wells (em 2.000) descobriram uma semelhança surpreendente no alinhamento e tamanho das três estrelas no Cinturão de Órion e o alinhamento e tamanho das pirâmides principais de Gisé, no Egito; Xi'an, na China; e Teotihuacan, no México.

Pirâmides Chinesas de Xi’an – foto de Hartwig Hausdorf
.
As pirâmides de Quin Ling Shan na região de Xi'an, República da China foram descobertas por dois exploradores australianos em 1912. O complexo arquitetônico possui 100 pirâmides espalhadas por 2.000 quilômetros quadrados, com idade estimada em 5.000 anos. As estruturas das pirâmides foram feitas em argila, mas ficaram quase tão duras quanto pedra ao longo dos séculos.

Muitas estão danificadas pela erosão ou agricultura e outras sustentam um templo no topo.

As pirâmides chinesas foram descobertas nos primeiros anos do século XX. Segundo a lenda, mais de mil pirâmides foram construídas na China, há mais de cinco mil anos, por imperadores que acreditavam em civilizações extraterrestres e viam a si mesmos como "descendentes dos deuses" - daqueles que vieram dos céus à bordo de "dragões de ferro".

A maioria destas pirâmides  tem entre 25 e 100 metros de altura com exceção da Grande Pirâmide Branca, a maior de todas, com 300 metros, considerada "mãe" de todas as outras.

Característica curiosa dessas pirâmides  é sua semelhanças com aquelas encontradas no México e na Guatemala.
Fonte - ALIEN CHINA SINDROME - publicado em 24/08/2002

A maior delas tem 300 metros de altura, chamada "Pirâmide Branca", é maior que a Pirâmide do Sol de Teotihuacan, no México, e tão larga quanto a grande Pirâmide de Giza. As demais variam de 35 a 90 metros de altura.

As pirâmides foram fotografadas pela primeira vez durante a Segunda Guerra Mundial, por um piloto da United States Air Force, que fazia um vôo de abastecimento para as forças chinesas vindo de Assam, no norte da Índia, quando problemas no motor fizeram com que ele viajasse em baixa altitude.

Fonte - FENÔMENO MATRIX: Pirâmides Chinesas



Teotihuacã

  
“... 50 quilômetros ao norte de México,

o campo de pirâmides de Teotihuacã cobre uma planície
de quase 20 quilômetros quadrados,
e todas as construções escavadas orientam-se pelas estrelas.

O texto mais antigo sobre Teotihuacã relata que ali
se reuniam os deuses e se aconselhavam acerca do homem,
antes mesmo que o Homo sapiens tivesse existido!” 

escreve Dänikem em Eram os Deuses Astronautas? – 119



Planta baixa de Teotihuacã



em 1° plano a Pirâmide da Lua
e à esquerda e acima a Pirâmide do Sol



A Calçada dos Mortos vista da Pirâmide da Lua



Outra vista da Calçada dos Mortos, tendo ao fundo a Pirâmide da Lua e abaixo à direita a entrada da Cidadela de QUETZALCOATL a “Serpente Emplumada”

Cidadela e a Pirâmide de QUETZALCOATL a “Serpente Emplumada”


e voltando ao nosso enigma das pirâmides ...

e para o nosso tempo ... século XX...
e para Gizé

O enigma da Esfinge


Outras evidências
Os últimos estudos arqueológicos revelam que a esfinge mostra sinais de erosão por chuvas torrenciais que só poderiam acontecer nessa região do Egito em 10.500 A.C., quando Gizé era uma planície verdejante.

Em outra pesquisa descobriu-se que, em 10.500 A.C., a esfinge estaria "olhando" para a constelação de Leão e próximo estaria Órion, representando as pirâmides a 10.500 A.C. é, portanto, a única data em que a imagem do céu bateria com o conjunto de monumentos em Gizé. 

Mas... a Era de Leão iniciou exatamente nesse época...

a +/- 10.800 anos atrás indo até 8.840 a.C...

e Leão é o signo zodiacal oposto a Aquário que determina a Era de Aquário - a era atual em fase de transição... como indica a imagem abaixo...



veja que o ponto vermelho bem próximo da faixa amarela é o Sistema Solar
se aproximando da tal faixa de Fótons...
mais uma coincidência?

Os Túneis sob o planalto de Gizé:

“...em 1996, Larry Hunter e outros pesquisadores descobriram uma vasta rede de túneis sob o complexo de Gizé, se espalhando por longa distância. E, aparentemente, as autoridades estão mantendo silêncio sobre isso.

Larry Hunter, foi também, orador convidado no seminário em Oakland, em 23 de maio de 1998, onde forneceu mais detalhes sobre isso e muitas outras descobertas desconcertantes. Por exemplo, revelou que esta rede parte de uma enorme “cidade” subterrânea, 137 metros abaixo do chão e com 12 andares para baixo, cobrindo uma áreas de 10 por 13 quilômetros...

Na mesma apresentação, Hunter assombrou a plateia falando sobre uma enorme câmara dentro da Grande Pirâmide, à qual ele chamou O Salão de Osíris. Subindo muitos metros do nível do solo só para entrar na Câmara do Rei, esta sala é um dos segredos mais bem guardados do Egito. Segundo Hunter, desta sala um poço vertical, exatamente no centro da pirâmide, desce por centenas de metros. Em seu caminho encontra-se com a rede de rodovias subterrâneas, sob o Planalto de Gizé.” 
Fonte - Livro Azul Divino - Robert Perala – 170 a 172

Na Grande pirâmide de Gizé, para além dessa orientação segundo a direção Norte-Sul, existem outras condutos que nos leva a determinadas zonas do céu.

Alexander Badawy e Virgínia Trimble foram os primeiros a suspeitar de uma determinada orientação para esses corredores (Figura abaixo). 

O conduto de ar da fachada Sul da sala indica em determinado período do ano a culminação sucessiva das três estrelas da constelação de Orion: Alnitak, Alnilam e Mintaka. 

Do outro lado, na fachada Norte, temos a saída de ar orientada para aquela que era a estrela polar há cerca de 5.000 anos, a estrela de Thuban, uma das estrelas da constelação do Dragão.

Por outro lado, temos a  “sala da rainha”, com as suas saídas de ar orientadas para determinado local nos céus, para a Estrela Soped (Sirius) que era entre outras a representação da deusa Isis nos céus.


As passagens se alinham com as estrelas. O grau de exatidão é espantoso. A base da pirâmide está dentro de um minuto de um ângulo. Atualmente, para nós, seria difícil alcançar tal exatidão. 

A base da pirâmide tem 230m de largura. Caminhando-se pelo perímetro são mais de 900m. Obviamente usaram as estrelas para alinhar seus monumentos e alcançar este alto grau de exatidão. Assim temos um monumento que expressa uma arquitetura avançada na astronomia.



.


Enquanto os pesquisadores se convenciam mais e mais da exatidão das pirâmides  de Gizé, começou a surgir um mistério, pois pareciam ser exatas em todos os aspectos faltava apenas mais um detalhe....

Por incrível que pareça a teoria da correlação das pirâmides e o cinturão de Órion é apenas o início.

A partir deste ponto a pesquisa de Robert Bauval procedeu da seguinte análise.
Começou pelo mais óbvio. O Nilo.

Determinou a posição das pirâmides em relação ao Nilo e o ângulo que formavam com ele e comparou a posição do cinturão de Órion com a Via Láctea.

Depois observou as duas outras pirâmides, construídas por motivos desconhecidos a alguns quilômetros de Gizé.

Descobriu através de alguns hieróglifos que a primeira em Aburruoxe, também tinha o nome de uma estrela.

A segunda foi construída a 5Km de Gizé, Isaoiatilarié.
Depois chocou-se a compará-las a um diagrama estelar.



.

.

Osíris era a constelação de Órion, logo Osíris na terra era as pirâmides de Gizé.
Os egípcios construíram nada mais do que o céu na terra.


Fonte: http://arqueologiasoboutravisao.blogspot.com.br/2011/10/cinturao-de-orion-e-as-piramides.html